Carregando

Carregando - Soprano

Cotação

0

Solicitação de Orçamento

Você adicionou um item à sua solicitação de orçamento:

Adicione itens para continuar.


Resumo da sua solicitação de orçamento


Qtd. Produto Código

Quase lá! Informe seus dados para finalizar a solicitação:


Sua solicitação foi enviada com sucesso!

Fique atento ao seu e-mail, em breve você receberá o retorno do seu orçamento.

Downloads

0

Meus downloads

Faça download dos arquivos selecionados.

Adicione itens para continuar.

Quase lá! Informe seus dados para finalizar a solicitação:


Download concluído

Bem-estar e Saúde

Segurança e Proteção

Tecnologia

Low touch: conheça todas as vantagens dos dispositivos de baixo contato

Tempo de leitura: 18 minutos

A contaminação e a crescente preocupação com higiene obrigaram o mundo a prestar mais atenção no contato em objetos e superfícies. Saiba mais sobre as ferramentas que levam segurança e eliminam a necessidade de toque em maçanetas e puxadores

 

A tecnologia low touch, que em português significa “sem toque”, tem ganhado espaço em ambientes residenciais, comerciais e empresariais. Ações que antes eram automáticas, como abrir e fechar a porta principal de um condomínio, por exemplo, se tornaram uma operação mais complexa devido ao receio de disseminação de vírus e mais preocupação com a higiene e que podem facilmente resolvidas com essa tecnologia.

 

Dessa forma, por meio de uma experiência também conhecida como touchless, fechaduras, molas e puxadores de porta, por exemplo, estão sendo substituídos por ferramentas de aproximação que excluem o toque nos objetos.

 

Ou, também, por mecanismos que facilitam a abertura e o fechamento de portas, evitando o uso das mãos. E o melhor: essa é uma tecnologia que pode ser encontrada em versões que caibam em todos os tipos de orçamento.

 

Pensando nessa nova realidade, onde os dispositivos estarão cada vez mais acompanhando as tendências do mundo que vivemos, preparamos esse artigo com informações relevantes sobre o low touch. Ou seja, sobre como ele está mais presente no mercado por meio de dispositivos para todos os ambientes que o cliente deseja.

 

Explicamos também quais são os produtos, como funciona, seus benefícios. Por último, preparamos dicas para que você seja mais assertivo na hora de recomendar os dispositivos low touch (de baixo contato) para o seu consumidor.

 

Boa leitura!

 

O que é a tecnologia low touch?

Mantenha os mesmos hábitos de sempre, mas sem tocar em nada. Essa é a síntese do que a tecnologia low touch (ou touchless) proporciona ao usuário. Ela é baseada no conceito onde deve-se ter pouco ou nenhum contato físico em objetos e superfícies, principalmente na hora de entrar ou sair de um determinado ambiente.

 

Nesse sentido, a tecnologia funciona como uma espécie de ferramenta de segurança, permitindo que puxadores e maçanetas de portas possam ser acionados sem que o usuário precise tocá-la. Mais adiante nesse artigo a gente explica mais sobre o funcionamento dessa ferramenta.

 

E por que essa tecnologia se tornou tendência agora? Com a pandemia do novo coronavírus, dispositivos touchscreen (que funcionam a partir do toque) ou de reconhecimento biométrico (que recolhe a impressão digital do usuário) de uso comum perderam espaço para soluções que não exigem o toque das mãos. 

 

Isso ocorreu pelo medo de contaminação do vírus e por maior atenção aos hábitos de higiene. Assim, fazendo crescer a procura e o desenvolvimento de soluções capazes de permitir uma experiência mais segura ao usuário.

 

Dessa forma, dispositivos com a tecnologia low touch são soluções preparadas para o novo normal. Ou seja, aos novos comportamentos a partir da mudança de hábitos que os consumidores precisaram se adaptar durante o período de restrições impostas pela crise sanitária no planeta.

 

Outros setores alinhados com essa tecnologia

Além de maçanetas e fechaduras, que são componentes que você já está acostumado a trabalhar no dia a dia, há outros setores que também estão incorporando essa tecnologia low touch – e que nem percebemos.

Uma compra pela internet, por exemplo, é feita por meio digitais e quase nenhum contato entre as pessoas.

 

Além do mais, séries e filmes são consumidos por meio de um aplicativo, sem necessidade de deslocamento, como no passado. O jantar da sexta à noite é comprado por um aplicativo e deixado na porta de casa. É uma infinidade de recursos e praticidade que deixam o dia a dia cada vez com menos contato. 

 

Dessa forma, dispositivos de baixo contato também estão relacionados com esse novo momento que estamos vivendo. Ao lado da saúde e do bem-estar das pessoas, ferramentas como essa contribuem com o dia a dia e permitem que passamos por esse período o mais rápido possível ao eliminar a chance de disseminação de vírus e bactérias.

 

O que são dispositivos low touch?

A sua loja pode ter em estoque dispositivos de baixo contato para que o cliente leve mais segurança para sua casa ou empresa. Isso é possível porque a tecnologia low touch está disponível por meio de fechaduras digitais, puxadores com braço ou pé e também na mola área, por exemplo. 

 

Saiba mais sobre cada uma dessas ferramentas de abertura e fechamento de portas de casas ou de móveis.

 

Fechaduras digitais:

Ao dispensar o uso das tradicionais chaves e de ter que manusear a maçaneta, é um dos dispositivos mais incorporado à tecnologia low touch. De maneira geral, os modelos de fechaduras digitais possuem uma lingueta que avança em direção ao batente de travamento.  

 

Nas fechaduras convencionais, por exemplo, essa tranca é movida ao girar o cilindro da fechadura com o auxílio único e exclusivo de uma chave.


 

Seja em portas de residências, estabelecimentos ou para armários de uso compartilhado, como em academias, a fechadura digital funciona com a inserção de uma senha numérica ou da aproximação de um chaveiro tag em um painel digital.

 

E é justamente por meio desse acessório que a fechadura digital é um excelente produto com a proposta touchless. Alguns modelos existentes no mercado permitem o cadastramento de até 50 chaveiros tag. Dessa forma, ampliando as possibilidades de acesso sem o toque das mãos na maçaneta e na porta.

 

Nesse sentido, a tag pode ser entregue a parentes e amigos próximos, eliminando a necessidade de fazer cópias de chaves para que essas pessoas acessem o compartimento.

 

Para fechar, basta o usuário empurrar a porta normalmente, pois cinco segundos depois de aberta, a lingueta de fechamento é acionada automaticamente. Essa fechadura também pode ser encontrada na versão embutida, levando mais sofisticação para o ambiente do cliente.

 

Puxadores (com o braço ou os pés):

É mais uma versão de dispositivo para abrir portas sem o contato das mãos com a maçaneta. Isso porque pode substituir o uso de puxador em portas basculantes e pivotantes de qualquer espessura. Além disso, é uma ferramenta que chegou recentemente ao mercado, representando uma ótima ferramenta para levar novidades ao seu estoque.

 

Os puxadores ajudam a manter a segurança do usuário em ambientes com circulação de muitas pessoas. É possível escolher entre o puxa porta com o braço ou pé. Ambos são produzidos com materiais de alta qualidade e fácil instalação, podendo ser aplicados em portas de madeira ou alumínio com espessuras de 25 mm a 35 mm.


 

Além de evitar o contato das mãos com as maçanetas, os modelos têm formatos que facilitam a utilização por pessoas com dificuldades motoras. Fácil de instalar, não é necessário trocar a fechadura ou furar a porta, basta encaixá-lo no lugar da maçaneta atual. O puxador com pé ainda oferece a vantagem de ser equipado com uma borracha protetora para suavizar o impacto ao abrir e fechar a porta e não danificar as paredes.


 

Sendo assim, o ideal é que seja instalado em portas equipadas com dispositivos de fechamento automático, como a mola aérea, outro exemplo de dispositivo de baixo contato e que explicamos mais abaixo. Dessa forma, assim que o usuário abre a porta com os braços ou os pés, a porta pode fechar automaticamente sem ter a necessidade de voltar e fazer a mesma operação de fechamento com os braços ou pés.


Assista o vídeo abaixo e conheça essa solução:

 


Mola aérea:

É um dispositivo quase invisível, mas que pode ser um grande aliado na hora de levar mais proteção ao usuário e evitar o toque das mãos para a abertura de portas. Instaladas na parte superior da porta, a mola aérea (também conhecida como mola hidráulica) atua para manter a porta sempre aberta ou para fechá-la automaticamente logo após a sua abertura.

 

Com isso, otimiza o tempo de abertura e fechamento das portas e resolve diversos problemas que interferem negativamente no dia a dia das pessoas, como fortes impactos. Além disso, ajusta o fechamento em locais com forte correnteza do ar, por exemplo.

 

Ou seja, a mola aérea não é apenas um acessório, mas sim uma solução inteligente e útil para o ambiente. Sendo assim, a sua principal função é coordenar a abertura e o fechamento da porta, permitindo que ela feche delicadamente e de maneira automática e sem fazer barulho.


 

Além disso, há modelos no mercado que permitem a regulagem de fechamento de 90º a 15º e de 15º a 0º por meio de válvulas independentes. Nesse sentido, a sua utilização também é reversível, ou seja, pode ser instalada em portas com abertura tanto para a direita como para a esquerda.

 

Leia também:

Materiais elétricos: ajude seu cliente a criar uma lista de produtos essenciais

 

Quais são os benefícios e vantagens do low touch?

Agora que você já conhece o que é e quais são os dispositivos low touch que podem fazer parte do mix de produtos oferecidos na sua loja, é importante saber seus principais benefícios e vantagens.

 

Sendo assim, de que forma essa tecnologia pode ser útil para o seu cliente? Listamos abaixo três benefícios em que esses produtos podem auxiliar no dia a dia. 

 

Cuidam da saúde e preservam vidas:

A utilização das mãos para abrir maçanetas pode ser perigosa, pois geralmente levamos alguma das mãos para a região do rosto, como boca, nariz e olhos. E essa é a principal forma de disseminação de vírus, como o causador da Covid-19.

 

Por isso, ao minimizar esse risco de contaminação, os dispositivos de baixo contato como fechaduras digitais, puxadores com braço e pé e mola aérea ajudam a preservar vidas e cuidar da proteção das pessoas que circulam por diferentes ambientes.

 

Além disso, são dispositivos que garantem uma experiência agradável e até mesmo higiênica ao usuário. Antes da pandemia, dificilmente pensávamos em como as maçanetas, se não bem higienizadas, representavam um ponto de acúmulo de sujeira e de bactérias, não é mesmo? Nesse sentido, essas tecnologias touchless estão sendo incorporadas durante esse período de crise sanitária global e não devem ser descartadas, podendo ser facilmente mantidas como um legado pós-pandemia para as nossas relações em sociedade.

 

Atenta ao novo normal:

Os dispositivos low touch estão cada vez mais integrados aos ambientes porque fazem parte de um novo momento que estamos vivendo. Com a pandemia, o consumidor passou a agregar ferramentas que facilitam o dia a dia e levam mais proteção para as famílias ou ambientes de trabalho.

 

E a utilização das mãos para executar tarefas do dia a dia está sendo substituída por outros meios. As assistentes virtuais, por exemplo, ganharam mais espaço nos últimos anos. Por meio da voz, é possível executar uma série de ações que antes somente o contato humano era necessário.

 

Outro exemplo é o que permite novas experiências no modo de pagamento. Isso porque máquinas de cartão de crédito podem autorizar a compra a partir da aproximação do cartão, sem que seja necessário inserir a senha numérica. Dessa forma, contribuindo para reduzir a interação física. E só quem já se acostumou com essa possibilidade sabe como é mais prático e rápido fazer essa operação sem o contato tradicional com as mãos.

 

Por isso, ao facilitar o dia a dia e levar mais proteção aos usuários, dispositivos low touch serão ainda mais tendência no futuro.

 

Agregam e levam modernidade ao ambiente:

Além de aliar saúde e bem-estar, os dispositivos de baixo contato também foram pensados para serem agradáveis aos espaços e combinarem com a decoração.

 

As fechaduras digitais, por exemplo, são cheias de estilo e podem ser encontradas em versões de embutir, que levam mais sofisticação para a porta do cliente. Elas são produzidas com alumínio de alta resistência e equipadas com display moderno e que garante uma rápida resposta de reação a partir da aproximação do chaveiro TAG para abertura.

 

Os puxadores também possuem um design inovador, pensado exatamente para auxiliar o usuário na abertura de portas sem o contato das mãos. A versão para abertura com o braço é fabricada com aço inox escovado e pode ser instalada em ambientes externos e internos. Já o modelo que é acionado com os pés é produzido em alumínio pintado de preto, deixando o dispositivo bastante discreto na porta.

 

Sendo assim, é importante que você considere equipamentos que também sejam acompanhados de um aviso personalizado sobre a forma de abertura para orientar os usuários no dia a dia.

 

Como exemplo, a mola aérea atua para evitar ocorrências como portas batendo, deixando ela permanentemente aberta ou suavizando o fechamento. Um grande ganho em funcionalidade, não é mesmo?

 

E apesar de estar instalado na parte superior da porta, sendo quase invisível aos usuários, o dispositivo também foi produzido considerando a necessidade de ter design e qualidade. Uma boa mola aérea tem acabamentos pintado ouro, pintado preto, pintado branco e pintado prata.

 

Além disso, um diferencial disponível no mercado é a mola possuir um braço reforçado e com dupla regulagem por rosca. Dessa forma, permite o ajuste da mola aérea sem a necessidade de remover o produto do local da instalação. Ou seja, mais praticidade e eficiência para o seu cliente.

 

Leia também:

Interruptores: 6 funcionalidades para vender mais ao seu consumidor

 

Onde usar o low touch?

Talvez você esteja em dúvida sobre onde é possível instalar essa tecnologia, não é mesmo? Há uma série de ambientes e objetos, internos ou externos, que permitem que o low touch funcione de maneira eficiente e leve proteção e praticidade para o cliente.

 

Por isso, é importante considerar que esses dispositivos funcionam melhor em ambientes onde há mais presença de pessoas e a circulação é frequente. Explicamos mais sobre isso abaixo.

 

Acesso aos locais de grande movimentação:

Esses são os ambientes onde o conceito low touch mais pode agregar na rotina das pessoas. Um exemplo são os hospitais. No ambiente interno, principalmente entre os diferentes setores, é altamente dispensável a instalação de fechaduras e maçanetas que exijam o contato com as mãos para o acionamento.

 

Nesses casos, é indicada a instalação de puxadores com o braço ou pés, permitindo ainda mais praticidade no deslocamento dos profissionais e visitantes.

 

Além disso, outra recomendação de instalação de dispositivos de baixo contato é em condomínios de pequeno ou médio porte. Os edifícios são locais que mais precisaram se adaptar aos protocolos que evitam toques na entrada e saída de moradores, visitantes e funcionários. No hall de entrada, por exemplo, uma fechadura digital com acionamento por meio de chaveiro tag ajuda a evitar o contato das mãos no equipamento e protege todos os moradores. Além disso, a automatização desses espaços, para evitar toques em superfícies, é uma tendência a ser fortalecida em um mundo pós-pandemia.

 

Para um estabelecimento comercial, por sua vez, a mola aérea pode ser uma ótima escolha. Isso porque o equipamento pode manter a porta aberta permanentemente, sem o risco de batidas que possam danificar a porta, ou permitir que o fechamento seja automático e suavizado, sem nenhum contato com as mãos.

 

Ambientes internos:

Além de portas externas, é possível também instalar esses dispositivos de baixo contato também em locais internos. Um bom exemplo são portas de armários e gavetas de casa, do trabalho, ou de outros locais coletivos, como guarda-volumes (também conhecidos como lockers) em academias, clubes e instituições de ensino que podem ser equipados com fechaduras digitais.

Isso porque esse equipamento dispensa o uso de chave ou cartão e incômodos como ter de carregá-las durante o treino ou até mesmo extraviá-las. Além disso, as fechaduras digitais eliminam o uso de cadeado, e o acionamento da tranca é feito exclusivamente pelo sistema digital do produto, ou seja, por meio de tag de aproximação.

 

Além disso, também pode ser aplicada em bibliotecas, onde é necessário armazenar os pertences em armários antes de acessar o ambiente destinado aos livros.

 

Outro ambiente bastante lembrado são os banheiros. Evitar o contato com maçanetas e portas é fundamental durante todo o processo, principalmente na saída do ambiente. Sendo assim, para abrir ou fechar portas, existem puxadores de braço ou de pés acionados que permitem manusear esses elementos sem usar a mão diretamente.

 

Qual o tipo de porta se encaixa no conceito low touch?

Com tamanha possibilidade de instalação, os diferentes dispositivos low touch se encaixam em diversas portas, como as de vidro, de madeira e até mesmo as pivotantes.

 

As portas de vidro, por exemplo, bastante frequentes no comércio ou locais de bastante concentração de pessoas, podem receber fechaduras digitais, mola aérea e os puxadores. Ambos são dispositivos de fácil instalação, que permitirão mais segurança para o cliente na hora da circulação de pessoas nesses espaços.

 

Além disso, a principal vantagem da mola aérea para portas de vidro é que ela pode ser fixada sem a necessidade de fazer furos na porta – um transtorno a menos no serviço de instalação do produto. Isso é possível porque o dispositivo é encaixado na porta com o auxílio de um suporte especial, feito em aço, que alivia o atrito entre a porta e a mola aérea. Nesse caso, os furos que seguram a ferragem são feitos no entorno da porta.

 

Outra forma de instalar dispositivos touchless para abertura e fechamento é em portas pivotantes, cada vez mais presentes em casas. Esse modelo de porta é, geralmente, mais largo do que as comuns e se diferenciam das demais porque não possuem as tradicionais dobradiças como sistema de fixação.

 

Esse nome pivotante vem justamente do seu mecanismo de abertura, que é feito por meio de pivôs (pinos) instalados na parte inferior e superior da porta, na mesma direção. Por isso, a instalação de uma mola aérea levará ainda mais sofisticação e praticidade para os clientes que tenham uma porta como essa em casa e também servirá como uma importante aliada na saúde das pessoas.

 

Para quais clientes indicar o low touch?

Como explicamos mais acima, os dispositivos de baixo contato funcionam melhor em ambientes de uso coletivo, com maior circulação de pessoas, para permitir que esse deslocamento seja mais fácil, seguro e prático. Dessa forma, não são equipamentos para o dia a dia de uma família pequena, por exemplo. Ou seja, esse não é o cliente potencial para fechar a compra de um dispositivo.

 

Portanto, o consumidor ideal são os administradores de empresas, gerentes de lojas no comércio, superintendentes de hospitais e síndicos de condomínios. Até porque as fechaduras digitais, puxadores e molas aéreas funcionam melhor em escritórios, estabelecimentos comerciais, hospitais e edifícios, já que eliminam a necessidade de contato das mãos com a maçaneta para entrar e sair.

 

Um novo momento com a Soprano

Atenta aos cuidados, a Soprano tem soluções para tudo. E isso significa possuir um mix de produtos de qualidade reconhecida no mercado e que permitem abrir e fechar portas sem o toque das mãos, auxiliando com menos disseminação de vírus e bactérias.

 

Por isso, tenha fechaduras digitais, puxa portas com braço e pé e molas aéreas no estoque da sua loja. São ferramentas que contribuem com um deslocamento mais seguro, se alinham ao que é tendência no mundo e possibilitam levar novidades para a casa ou o ambiente de trabalho do cliente.

 

Que tal conhecer seis dicas para comercializar fechaduras digitais com sucesso na sua loja? Clique aqui e leia mais esse conteúdo exclusivo da Soprano.

Publicado por Soprano, dia 04/03/2021

Ficou com alguma dúvida?

Fale Conosco